Facebook

A Noiva- as mulheres da minha vida

Finalmente tinha chegado o grande dia!
O dia  que a Lúcia tanto esperou.
A minha colaboradora ia realizar o seu grande sonho.
Casar!
E acreditem que já não podia passar nem mais um dia.
Se a felicidade de um casal for proporcional ao trabalho que deu a preparar o dia do casamento,
 estes dois ganham o primeiro prémio de casal mais feliz.
Foi tudo pensado ao mais pequeno detalhe!
Tudo mesmo tudo.
Era dia 8 de novembro!
Dia de grande temporal!
Dizem que casamento molhado é casamento abençoado, este será com certeza.
Num dia duplamente importante para mim, lá acordei com vómitos e tudo mais a que tive direito.
Uma virose qualquer que me deixou de rastos.
Parecia a Betty do Castelo Branco a andar, melhor a arrastar!
Com uns sapatos comprados à última hora, bem mais baixinhos do que os primeiros,
 lá deixei o Manel mais novo, que estava de parabéns, com a madrinha.
Entre vómitos e outras coisas mais, lá cheguei a casa da noiva .
Qual noiva atrasada!
Já estava à minha espera à 20 minutos, de pé, totalmente prontinha,
num vestido de conto de fadas da Rosa Clará.
Estava linda!
A verdadeira princesa, como manda o conto de fadas.
Tinha começado a missão da verdadeira madrinha.
Embora a Lúcia não tenha concordado com a escolha do meu modelito,
 lá ia eu, num vestido lindo da Koralline que estava à venda na Ponto Moda.
A minha altura não me permite longos, optei por um vestido curto mas sofisticado.
Chegamos à igreja com 15 minutos de adianto!
Esta noiva é mesmo apressada.
 O noivo, ainda à entrada da igreja quase provaca um colapso na futura esposa.
Ponha-se na minha frente! Ele não me pode ver!
 Panicava a noiva enquanto espreitava as costas do noivo.
Batoteira! Se ele não pode ver a noiva, também não podes espreitar.
Era a hora decisiva.
 Umas fotos com muitos nervos, enquanto o padrinho estacionava o carro.
Entrei na igreja de braço dado com o padrinho, uns minutos depois as damas de honor,
Até que, a estrela do dia aparece na entrada da igreja.
Uns acorde da marcha nupcial rapidamente interrompidos.
Não, não falho a luz.
A Lúcia resolveu surpreender todos, mesmo todos e entrou na igreja a cantar.
O amor é muito bonito!
 Mais bonito ainda quando é demonstrado por alguém que acredita mesmo muito no amor.
Eu não sou uma pessoa  romântica!
Romantismo para mim é ter alguém ao meu lado quando estou doente e insuportável,
 é ter alguém que me compra pão de sementes porque eu adoro,
 é alguém que cuida de mim...
Mas tenho que admitir que foi muito bonito e comovente a declaração que Lúcia fez ao Hélder.
" não importa o que vão dizer...
eu sei que foi Deus que te enviou para mim...
o nosso amor é mais do que emoção...escuta amor o coração,
os nossos sonhos não se vou acabar...
faço tudo o que preciso for por este grande amor..."
Até o padre não ficou indiferente a esta declaração!
Terminada a cerimónia fomos assinar!
Umas fotos rápidas, afinal não estava a chover. Era hora de sair da igreja.
Arroz, pétalas e 2 pombos assustados.
A caminho da quinta tive o privilégio de ouvir novamente a música.
Regalias de madrinha!
Chegamos!
Tudo pensado com o máximo de detalhe!
Portaram-se todos muito bem. O verdadeiro casamento de princesa.
O meu estado lastimável não me permitiu ficar muito para além do jantar.
Os noivos abriram a pista com uma valsa como manda a tradição e com outras musicas mais.
Foi bastante divertido.
Quando me vim embora já tinha havido um duelo entre homens e mulheres que cantavam musicas bastante conhecidas.
Os noivos estavam muito felizes.
A Lúcia tinha comentado que já lhe doía os maxilares de tanto sorrir.
Foi muito bonito e verdadeiro.
Estou muito orgulhosa de ter abençoado este casal.

Beijos românticos, até breve
Manuela de Oliveira






















Felicidades eternas para estes dois...



Comentários

Mensagens populares